Posts

Cidades do futuro são aquelas que transformam problemas em solução

O futuro mudou e, junto com ele, o conceito de cidades criativas surge em meio às discussões de uma economia diferente, focada na inovação. Profissões morrem, outras nascem, e dentro desse contexto, o que nós podemos esperar? O assunto foi debatido na ExpoMais, com a consultora em economia criativa Ana Carla Fonseca Cainha. Segundo ela, diante de um mundo em constante movimentação é preciso saber para onde ir.

As cidades, como centros de civilização, trazem desafios diversos. Elas se revelam como estruturas cada vez mais complexas e dinâmicas, contribuindo para a própria formação da identidade de sua população. Segundo Ana, resolver os desafios da cidade é ir além da promoção da qualidade de vida local. “A situação não é o que acontece só na cidade, mas sim o impacto que ela traz para todo o planeta. Essa promoção é mundial, ela vai além das fronteiras da cidade”, comentou. 

Dentro desse contexto, a criação de cidades criativas contribui para o desenvolvimento de habilidades para o futuro, tanto no desenvolvimento urbano quanto no mercado de trabalho. Para que isso aconteça, é preciso unir setores. “É preciso agir junto, trabalhando governo, empresas, cidades, academia e sociedade civil, todos juntos. Temos que encarar o futuro de frente, e fazer das cidades sua aliada. Para isso, devemos ler os desafios urbanos como vocações econômicas potenciais. 

Sobre o futuro do trabalho, Ana ressalta que metade das atividades profissionais atuais serão automatizadas nos próximos anos. “Para lidar com o futuro do trabalho é preciso exercitar habilidades básicas, como inteligência emocional, capacidade de lidar com os outros, competência em negociação, flexibilidade cognitiva, entre outras questões. São competências que você sempre deve carregar na mala, mesmo sem saber para onde você vai viajar”, brincou.

Sustentabilidade e o Futuro

Shelley Carneiro, assessor especial da Confederação Nacional da Indústria, esteve na ExpoMais para debater sobre a sustentabilidade e o futuro. Segundo ele, com todo o conhecimento e tecnologia que temos, podemos transformar momentos de crise em grandes oportunidades.

Para que isso aconteça, Shelley ressaltou a importância de conexões. “Em um mundo tão integrado pelos processos de informática, é preciso lidar com a multidisciplinaridade de forma conjunta. Nós estamos indo para um mundo totalmente diferente, que sofre mudanças por meio de novas tecnologias e movimentos da sociedade. Precisamos nos apoiar no conhecimento contínuo, unindo setores em prol do desenvolvimento”, ressaltou.   

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.


(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais)