Por Arthur Igreja: “2019 já começou”

O Brasil tem a característica de ter ciclos econômicos dentro do ano calendário. Primeiro, a tradicional lentidão do começo do ano até o Carnaval, depois, a retomada até meados do ano, nova pausa em julho, e grande agitação até dezembro. Claro que existem variações na sazonalidade entre diferentes setores, mas o que quero chamar a atenção é sobre a quantidade de novos elementos que encontraremos em 2019 e sobre a importância de deixar a casa em ordem antes do merecido descanso.

Passamos por dois anos muito intensos e com grandes transformações, economia estagnada desde 2015, impeachment em 2016, paralisia com o escândalo JBL em 2017, greve dos caminhoneiros em 2018 e, por fim, as eleições. Nesses dois anos pouco se avançou nas reformas que o país tanto precisa e faltou um norte claro que trouxesse confiança para investimentos. A ansiedade e frustração agora podem se transformar em força motriz da recuperação, certamente teremos contratempos pelo caminho, porém é consenso de que já perdemos tempo demais.

Somado a isso, o mundo ainda desfruta de substancial crescimento que pode puxar investimento externo e exportações, basta estabelecer melhores relações comerciais e restabelecer a confiança.

“O mundo não está esperando o Brasil amarrar o cadarço para correr, precisamos entender com mais presteza tais tendências e entrar na onda da economia do conhecimento”

 No campo das inovações, nada indica que o ritmo esteja diminuindo, muito pelo contrário. Tecnologias mais acessíveis estão democratizando o empreendedorismo e possibilitando saltos de produtividade, conhecimento e benefícios sociais. Sempre afirmo que o mundo não está esperando o Brasil amarrar o cadarço para correr, precisamos entender com mais presteza tais tendências e entrar na onda da economia do conhecimento.

Dito isso, meu conselho para empresários e profissionais é que aproveitem o final do ano para refletir sobre a estratégia para 2019. Com muita frequência vejo planejamentos sendo feitos em fevereiro e março, é como largar para os 100 metros rasos com segundos de atraso, é bem possível que não se recupere mais a distância perdida.

Recomendo que se tenha como prática reservar esse tempo para planejamento no fim do ano para que se possa celebrar com a família, já com a mente tranquila, de que o plano está traçado e não com a ansiedade de perceber que na virada do ano…tudo se reinicia e o tempo ficará cada vez mais escasso.

Os vencedores de 2019 começam a ser definidos de agora até o fim do ano. Avalie o que deu certo, quais as mudanças econômicas e tecnológicas trarão impacto para sua empresa e principalmente, quais transformações o seu consumidor passará a enfrentar para melhor atendê-lo.

                Bons negócios!

Arthur Igreja é um dos As da plataforma AAA, com Ricardo Amorim, do Manhattan Connection, e Allan Costa. Investidor anjo e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Growth Hacking, a evolução do marketing focada no crescimento dos negócios

Martha Gabriel fechou a Expomais com chave de ouro

Resultados rápidos, baseados em experiências e dados. É assim que o Growth Hacking vem conquistando espaço dentro do mundo do marketing. O termo, relativamente novo, foi o tema da palestra de encerramento da ExpoMais, que contou com uma das maiores influencers digitais do mundo: Martha Gabriel. 

Por ser uma expressão, Growth Hacking não tem uma tradução para o português, mas Martha explica, “Growth” significa crescimento, e “Hack”, uma modificação de um programa ou dispositivo para dar ao usuário nada mais nada menos que atalhos. “Podemos definir como um conjunto de estratégias para encontrar atalhos no sistema de marketing que contribuam para o crescimento de uma empresa”, ressalta Martha.

Segundo ela, o marketing trabalha para que as pessoas queiram o produto, já o Growth Hacking faz o produto que as pessoas querem. “Antes mesmo de aplicar qualquer técnica de atração para escalar o crescimento é essencial ter certeza que o produto tem aceitação no mercado. Eu preciso entender muito bem como funciona o sistema da minha empresa para ver onde eu consigo modificar e, assim, promover o crescimento”, comenta.

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc. A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais) 

A criatividade nada mais é que uma ferramenta para resolver problemas

Com um mercado em constante mutação, a criatividade é ferramenta essencial. Mas em meio ao nosso dia a dia, como podemos desenvolver essa habilidade? Isso é possível? Segundo a maior referência em improviso do Brasil, sim! Foi divertindo o público e trazendo insights diversos que Marcio Ballas abriu o segundo dia de trabalhos da ExpoMais

Segundo Ballas, a busca pela criatividade é constante. “É possível criar em qualquer lugar. Muitas pessoas ainda associam a criatividade apenas a algumas áreas mais criativas, como artistas ou profissionais da área de marketing, por exemplo, mas a criatividade não está restrita à área nenhuma. Todo mundo é criativo, nós nascemos espontâneos. A criatividade nada mais é do que uma ferramenta para resolução de problemas”, comenta o artista.

Ballas ainda ressaltou a importância de dizermos “sim”. “A aceitação é o primeiro passo do processo criativo. Nós não podemos ter medo de errar. A criação fica muito mais fértil a partir do sim. Temos que deixar o filtro de lado em momentos criativos, já que os bloqueios contribuem para que percamos ideias rapidamente”, ressaltou. 

Design, um GPS para novos mercados

Paulo Bago D’Uva trouxe exemplos de inovações na área do Design, com referências vindas de Portugal e de outras partes do mundo. Segundo ele, é preciso estar atento às linguagens e não se ater aos problemas que surgem. “Limitações produtivas nos afastam das tendências”, comentou. 

Ele destaca ainda que basta estar atento para desenvolver novas estratégias. “No Centro Português de Design, nós tivemos que nos reinventar e cativar as empresas para a importância do Design como alavanca dos negócios para o mundo, que é claro, não servem as receitas antigas. É preciso enxergar as oportunidades e a simplicidade que está ao nosso alcance de mudar o nosso redor”, ressaltou Paulo. 

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc. A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais) 

Como a evolução tecnológica transforma as pessoas? Arthur Igreja respondeu na ExpoMais

“Não é com a tecnologia ou com as máquinas que você tem que se preocupar, essa questão é muito mais profunda. O que nós devemos nos questionar é a mudança de comportamento que a tecnologia está causando nas pessoas”. Foi assim, desmistificando a inovação, que Arthur Igreja atingiu a plateia da ExpoMais na noite desta quarta-feira (17/10).  

Segundo ele, a evolução tecnológica transformou os consumidores. “O que empresas como a Uber, Amazon e Netflix fizeram com sucesso? Elas apenas respeitaram humildemente o consumidor. O negócio do futuro é aquele que consegue atender o universo de individualidades do ser humano por meio do seu produto final. Não existe esse papo de negócio que desaparece. Crescem os negócios que respeitam a mudança de comportamento dos seus usuários”, ressaltou.  

Arthur comenta ainda que a mudança daqui para frente é a evolução da inteligência artificial, que na verdade já está mais presente em nossas vidas do que imaginamos. “Inteligência artificial pode parecer algo completamente complexo, mas todos vocês são usuários diários dela. Google, por exemplo, traz uma busca diferente para cada usuário que pesquise a mesma coisa. A tecnologia está permitindo algo único na história, coletores de dados para monitorar o comportamento do usuário”.

O Futuro da Economia Brasileira

Em 2018, nós chegamos em uma situação ímpar na história da humanidade. Pela primeira vez a população mundial que podemos caracterizar como classe média é a maior do mundo. São cerca de 3,8 bilhões da população mundial. A afirmação é de Carlos Alberto Primo Braga, professor associado da Fundação Dom Cabral, que esteve na ExpoMais para debater sobre o futuro da Economia Brasileira. 

Após a crise financeira global, todos acreditavam que o endividamento iria cair, mas segundo Carlos, ela aumentou. Entre os países que estão com problemas está a China, que traz grande importância para a economia brasileira. “Isso causa uma desaceleração econômica também no Brasil, já que a China é um dos países de principal destino da exportação de nossos produtos”, comentou.

Prêmio Mérito Lojista – Osmar Rocha

Durante a Expomais foi entregue pela CDL de Criciúma, uma das cocriadoras do evento, o Prêmio Mérito Lojista – Osmar Rocha, que tem o objetivo de reconhecer as melhores iniciativas do varejo de Criciúma. A definição dos nomeados foi feita por meio de pesquisa, realizada em parceria com o Instituto de Pesquisa Catarinense.

Durante a solenidade, também foram homenageados Júlio e Francisca Wessler, das Lojas Fátima, pelos seus 60 anos de varejo. E Lúcia Búrigo, gestora de marketing da entidade, por ter sido escolhida profissional do Ano de Marketing e Vendas da região Sul de Santa Catarina e estar na etapa estadual do Prêmio Antunes Severo da ADVB.


Confira os premiados:

Ação Institucional: Óticas Diniz

Ação Promocional/Vendas: Nações Shopping

Endomarketing: Locativa

Inovação Tecnológica: Laboratório Búrigo

Jovem Talento: Natalia Mota Lourenço – Scarpan Calçados

Sócio Honorário: Irmã Líbera Mezzari – Hospital São José

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc. A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.

Para o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o evento auxilia na promoção de ações de desenvolvimento. “Nós do governo municipal estamos buscando a tecnologia e a inovação para o crescimento de Criciúma. Inclusive, criamos um fundo para estimular a nossa inteligência, o bem mais precioso que temos. Um projeto que foi amplamente discutido com todos os segmentos da cidade”, ressaltou.


(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais) 
 

Cidades do futuro são aquelas que transformam problemas em solução

O futuro mudou e, junto com ele, o conceito de cidades criativas surge em meio às discussões de uma economia diferente, focada na inovação. Profissões morrem, outras nascem, e dentro desse contexto, o que nós podemos esperar? O assunto foi debatido na ExpoMais, com a consultora em economia criativa Ana Carla Fonseca Cainha. Segundo ela, diante de um mundo em constante movimentação é preciso saber para onde ir.

As cidades, como centros de civilização, trazem desafios diversos. Elas se revelam como estruturas cada vez mais complexas e dinâmicas, contribuindo para a própria formação da identidade de sua população. Segundo Ana, resolver os desafios da cidade é ir além da promoção da qualidade de vida local. “A situação não é o que acontece só na cidade, mas sim o impacto que ela traz para todo o planeta. Essa promoção é mundial, ela vai além das fronteiras da cidade”, comentou. 

Dentro desse contexto, a criação de cidades criativas contribui para o desenvolvimento de habilidades para o futuro, tanto no desenvolvimento urbano quanto no mercado de trabalho. Para que isso aconteça, é preciso unir setores. “É preciso agir junto, trabalhando governo, empresas, cidades, academia e sociedade civil, todos juntos. Temos que encarar o futuro de frente, e fazer das cidades sua aliada. Para isso, devemos ler os desafios urbanos como vocações econômicas potenciais. 

Sobre o futuro do trabalho, Ana ressalta que metade das atividades profissionais atuais serão automatizadas nos próximos anos. “Para lidar com o futuro do trabalho é preciso exercitar habilidades básicas, como inteligência emocional, capacidade de lidar com os outros, competência em negociação, flexibilidade cognitiva, entre outras questões. São competências que você sempre deve carregar na mala, mesmo sem saber para onde você vai viajar”, brincou.

Sustentabilidade e o Futuro

Shelley Carneiro, assessor especial da Confederação Nacional da Indústria, esteve na ExpoMais para debater sobre a sustentabilidade e o futuro. Segundo ele, com todo o conhecimento e tecnologia que temos, podemos transformar momentos de crise em grandes oportunidades.

Para que isso aconteça, Shelley ressaltou a importância de conexões. “Em um mundo tão integrado pelos processos de informática, é preciso lidar com a multidisciplinaridade de forma conjunta. Nós estamos indo para um mundo totalmente diferente, que sofre mudanças por meio de novas tecnologias e movimentos da sociedade. Precisamos nos apoiar no conhecimento contínuo, unindo setores em prol do desenvolvimento”, ressaltou.   

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.


(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais) 

Nanotecnologia e suas incríveis inovações foram o assunto central do preview da Expomais

O objeto abordado na noite é bem pequeno, na verdade minúsculo, impossível de ver a olho nu, mas o tamanho não transparece sua significância na vida das pessoas. Estamos falando de nanotecnologia e, você, sabe onde ela está? O assunto foi debatido durante o preview da Expomais, que ocorreu nesta terça-feira, 16/10, na Acic. O evento contou com Leandro Berti, coordenador geral de Tecnologias Convergentes e Habilitadoras do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações do Brasil.  

Leandro conta que, na área da saúde, por exemplo, a nanotecnologia pode trazer transformações incríveis, contribuindo para a sua evolução de forma drástica. “Quanto mais nós entendemos de nanotecnologia, mais percebemos como funcionam as doenças em nosso corpo. Logo será possível curar de dentro para fora, de forma menos invasiva, sem a necessidade de cirurgias que necessitem de corte”, comentou.  

Sabonete, algodão doce, leite, queijo, são diversos os produtos que são formados por nanotecnologia. Ela está presente até mesmo na natureza. “Porque passarinho não fica grisalho? As penas possuem nanoestruturas de queratina organizadas de tal forma que, de acordo com a incidência do sol, reflete uma cor específica, ou cores específicas. A cor dele não é pigmento, é estrutural, isso é nanotecnologia”.

Na indústria de cosméticos, por exemplo, ela tem avançado cada vez mais, transformando produtos e trazendo novos olhares. “A nanotecnologia consegue atacar diretamente no problema. A L’Oreal, por exemplo, é a sexta maior depositária de patentes em nanotecnologia nos EUA, trabalha com nanoencapsulamento desde 1995”, afirmou.

Experiências além da sala de aula

O preview foi direcionado aos estudantes das instituições de ensino cocriadoras da ExpoMais. Segundo a coordenadora do curso de Administração da Esucri, Mariesa Toldo, essa é uma grande oportunidade para os alunos. “Participar de eventos como a ExpoMais leva os alunos para além do ambiente de sala de aula. Aqui, eles conseguem criar redes de contato e interagir com outros profissionais, isso é fundamental. Eles percebem a questão do aprendizado diferenciado que ambientes como esse proporcionam”, ressaltou. 

A estudante do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Unesc, Elaine Adriano, ficou encantada com o assunto. “Eu não sabia o quanto a nanotecnologia está presente em nossas vidas e na minha área. É importante estarmos atualizados. Encontros como esse proporcionam novas experiências”, comentou. 

Saiba Mais

O encontro ocorre nesta quarta e quinta (17 e 18 de outubro), na Acic, em Criciúma, focado nas tendências de mercado das áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

A Expomais tem inúmeros apoiadores, sendo apresentada pela Betha e Sicredi.


(Com informações da Bossa Experiências Criativas/ Assessoria de Comunicação da ExpoMais)

Inteligência Artificial é o próximo grande passo da humanidade

Martha Gabriel vem para a ExpoMais e traz conhecimentos diversos


“Vivemos em um cenário em que a onda tecnológica está gerando uma automação forte, levando-nos a passar cada vez mais a conviver com inteligências artificiais”. A afirmação é de Martha Gabriel, uma das pensadoras mais influentes do Brasil e do mundo quando o assunto é business, inovação e tendências digitais. Ela volta para Criciúma nos próximas dias, para palestrar na ExpoMais – 17 e 18/10, e traz conhecimentos de uma bagagem com mais de 70 palestras realizadas no exterior como keynote internacional.

Martha afirma que uma nova onda está trazendo mudanças. “Essas tecnologias estão reestruturando o planeta, e quanto mais você souber navegar nelas, mais resultados bacanas você irá conseguir. Dentre elas, duas são as principais. A primeira é a automação, tudo que puder ser automatizado será, trabalhos repetitivos tendem a ser feitos pelas máquinas. A segunda é a ampliação, quando você tem capacidade intelectual alta para lidar com essas tecnologias, o trabalho que você faz tende a ser ampliado por elas”, ressalta.

Em entrevista à Adnews, Martha comenta que a Inteligência Artificial é o próximo grande passo da humanidade, que pode transformar a vida na Terra de forma tão ou mais profunda do que o fogo ou a Revolução Industrial. “Também conhecida por Computação Cognitiva, a inteligência artificial é a terceira onda computacional da história humana. A primeira foi a computação de tabulação, em 1900, seguida da computação programática, em 1950. Hoje estamos vivendo o início da disseminação da computação cognitiva, em que o computador não apenas executa comandos programados pelo ser humano, mas vai além, passando também a ‘pensar’”, comenta.

Dentro deste contexto, Martha afirma que a educação é a chave para o sucesso. “Quanto mais conhecimento uma pessoa tem, mais ela se torna conectada, flexível e preparada para lidar com transformações. São características como criatividade, resiliência, pensamento crítico e troca de conhecimento com outras pessoas que nos diferenciam. Para não ser substituído por um robô, não seja um robô”, comenta Martha. 

A ExpoMais

Vivências com uso de tecnologias, bate-papos, trocas de conhecimento, apresentações de cases, painéis e labs, além de um time de palestrantes incríveis irão proporcionar um deleite para o público ávido por conhecimentos relacionados às áreas de marketing, administração, inovação e sinergia. O evento promete ampliar a percepção de seus participantes, por meio de temas convergentes, focados nas tendências do mercado. 

Os interessados em garantir seus ingressos já podem entrar no expomais.com, e encontrar a sua melhor forma de participação. O evento ocorre nos dias 17 e 18 de outubro, em diversos espaços da Acic (Associação Empresarial de Criciúma).

Saiba mais

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/Assessoria de Comunicação da ExpoMais / Fotos: Divulgação, Arquivo)

A maior referência em improviso do Brasil estará na Expomais

Marcio Ballas vai mostrar o poder do improviso e da criatividade


Em um mundo em movimento e transformações constantes, a criatividade pode ser a chave para o sucesso. Ter ideias criativas, buscar insights e encontrar formas de pensar diferente de tudo que já foi feito não é tarefa fácil, mas também não é impossível. Por meio do uso da linguagem do clown e do improviso, Marcio Ballas vem para Criciúma e vai mostrar de forma lúdica e divertida como desenvolver o olhar criativo durante a ExpoMais, que ocorre nos dias 17 e 18 de outubro. 

Segundo Ballas, a criatividade nada mais é do que uma ferramenta para resolver problemas. “Todo mundo é criativo, o ser humano nasce espontâneo e criativo. Muitas pessoas acham que porque são de finanças, RH ou TI não precisam ser criativos, mas não é verdade. A boa notícia é que a nossa capacidade de ser criativo é treinável, nós podemos desenvolver”, ressalta o artista.

Ele afirma ainda que a criatividade pode se perder ao longo da vida. “Vamos crescendo e por vários fatores, como mudança de comportamento, aspectos sociais e até mesmo pelo nosso ego, achamos que ser criativo é um comportamento infantil. Esses pensamentos desenvolvem bloqueios e isso faz com que percamos algumas ideias rapidamente”, comenta. 

Soluções criativas

A ExpoMais também vai contar com o Painel Mais, que ocorre como uma forma de debate, com assuntos diversos que são debatidos junto ao público. Dentre os palestrantes está Mariana Zao, gerente de RH da OLX. Segundo ela, o maior desafio que a empresa tem é de encontrar perfis que atendam à sua demanda. É possível encontrar muitos profissionais “semiprontos”, mas transformar esses conhecimentos de forma que eles possam se desenvolver e se encaixar na OLX?

Mariana encontrou uma solução criativa. Para desenvolver talentos dentro da empresa, ela apostou na troca de conhecimento entre os funcionários, através de Hackathons, Tech Talks, Meetechs e Dojos. Cada atividade tem o objetivo de estimular algum aspecto do funcionário. Nos Hackathons, por exemplo, o objetivo é desenvolver o pensamento além do comum, motivando a inovação e a autonomia.

“É por meio desses eventos que a gente movimenta e compartilha o conhecimento, falando abertamente sobre o que a gente, e o que cada um dos nossos funcionários, acredita. É desta maneira, tão interna quanto externa, que nós trazemos essas pessoas para a exposição, levando reconhecimento para elas e, principalmente, a gente desenvolve e prepara pessoas”, comentou.

A Expomais

Vivências com uso de tecnologias, bate-papos, trocas de conhecimento, apresentações de cases, painéis e labs, além de um time de palestrantes incríveis irão proporcionar um deleite para o público ávido por conhecimentos relacionados às áreas de marketing, administração, inovação e sinergia. O evento promete ampliar a percepção de seus participantes, por meio de temas convergentes, focados nas tendências do mercado. 

Os interessados em garantir seus ingressos já podem entrar no expomais.com, e encontrar a sua melhor forma de participação. O evento ocorre nos dias 17 e 18 de outubro, em diversos espaços da Acic (Associação Empresarial de Criciúma).

Saiba mais

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/Assessoria de Comunicação da ExpoMais / Fotos: Divulgação, Arquivo)

Tecnologia acelerada promove transformações em pessoas e negócios

Arthur Igreja estará em Criciúma na ExpoMais para debater sobre o assunto 

Uma constante evolução tecnológica já se instalou pelo mundo, criando mudanças em todos os espaços. Isso é um fato, mas de que forma essas transformações são recebidas pelas pessoas e pelo mundo dos negócios? Esses questionamentos foram levantados pelo engenheiro de automação Arthur Igreja, durante o TEDx que ele ministrou no Centro Universitário FAG. Passando por mais de 300 cidades por ano para debater sobre o assunto, desta vez, ele estará em Criciúma, e vai compor a programação da ExpoMais, que ocorre nos dias 17 e 18 de outubro.

Arthur comenta que podemos fazer muito mais com a tecnologia, ou ela pode ser apenas uma distração. “Ela pode nos levar à ação, ou nós podemos ficar horas e horas enfiados em redes sociais perdendo o nosso dia, então depende muito do nosso enfoque. A tecnologia precisa ser encarada com perspectiva, ela nos traz chances únicas de mudar o mundo, mas no final do dia depende da nossa capacidade de adaptação, de querer aprender e de promover essa mudança”.

Segundo o engenheiro, muitas pessoas acreditam que as máquinas estão tomando o nosso espaço. Mas ele acredita que é o contrário. “Para mim, elas estão nos libertando para fazer coisas cada vez mais criativas e inteligentes. Mas nós temos que estudar e aprender cada vez mais, como nunca estudamos. Não são elas que estão nos substituindo, nós estávamos ocupando um lugar que era delas, fazendo tarefas repetitivas e maçantes, que não pertencem aos humanos”, ressalta.

Arthur comenta ainda que essa é a oportunidade para os seres humanos se transformarem ainda mais. “Agora nós vamos poder desenvolver plenamente o nosso potencial, e isso é só o começo. As novas gerações nasceram digitais e vão aproveitar disso para amplificar suas capacidades e evoluir cada vez mais”, afirma.

Transformação Digital e Inovação

Além das palestras âncoras, a ExpoMais também conta com atividades paralelas, como o Painel Mais, que traz assuntos para serem debatidos junto ao público. Um dos debates vai contar com Marcus Rocha, superintendente de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de Florianópolis, que traz na bagagem experiências incríveis, como ter tirado do papel a Lei Municipal de Inovação e implantado ações pioneiras no município de Florianópolis.

Segundo Marcus, Florianópolis já vem sendo reconhecida nacionalmente como a capital da inovação. “Nós somos a primeira cidade do Brasil a ter tirado do papel a Lei Municipal de Inovação. O objetivo é desenvolvimento econômico de um ecossistema de inovação, que vai muito além da tecnologia, como o turismo, a gastronomia, e que faz parte daquilo que chamamos de economia criativa. Logo, nossa missão é desenvolver o setor tecnológico e trabalhar com inovação para outros setores importantes para Florianópolis”, comenta.

A Expomais

Vivências com uso de tecnologias, bate-papos, trocas de conhecimento, apresentações de cases, painéis e labs, além de um time de palestrantes incríveis irão proporcionar um deleite para o público ávido por conhecimentos relacionados às áreas de marketing, administração, inovação e sinergia. O evento promete ampliar a percepção de seus participantes, por meio de temas convergentes, focados nas tendências do mercado. 

Os interessados em garantir seus ingressos já podem entrar no expomais.com, e encontrar a sua melhor forma de participação. O evento ocorre nos dias 17 e 18 de outubro, em diversos espaços da Acic (Associação Empresarial de Criciúma).

Saiba mais

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/Assessoria de Comunicação da ExpoMais / Foto: Divulgação)

Brasil tem uma das economias mais fechadas do mundo

Afirmação é de Carlos Braga, que vai falar sobre o futuro do país na ExpoMais

A nível internacional econômico e político, o Brasil não vai bem. A herança da crise brasileira inclui alto desemprego, ociosidade industrial elevada, endividamento do setor privado, retração de investimentos públicos e privados, colapso financeiro de alguns estados da federação e a expansão significativa da dívida pública. Quem traz essa informação é o doutor em Economia Carlos Braga, em uma entrevista para o Jornal A Notícia, de Joinville.

Braga vai estar na ExpoMais para tratar sobre o futuro do nosso país, que, segundo ele, traz uma colocação insignificante no mercado internacional. “O Brasil permanece entre as economias do G20 como uma das mais fechadas do mundo e a nossa participação no comércio internacional é medíocre, para o tamanho e sofisticação da economia brasileira”, ressalta. 

Dentre os resultados positivos da crise, Braga ressalta o controle da inflação e a queda da taxa de juros.  “Esses resultados no âmbito da política monetária são positivos, mas o grande desafio consiste em mantê-los se o desequilíbrio fiscal não for corrigido. Caso o Brasil consiga manter a inflação sob controle e os juros mais baixos, tais resultados têm o potencial de revolucionar o mercado financeiro a médio prazo, melhorando a alocação de recursos e diminuindo o serviço das dívidas”, afirmou. 

Criatividade para se reinventar e superar crises

Referência internacional quando o assunto é economia criativa, Ana Carla Fonseca Cainha também será uma das atrações da ExpoMais. Nos últimos 15 anos, a economista escreveu obras sobre a temática, participou da construção de projetos para empresas, governos e instituições, além de participar da publicação do relatório da ONU que avalia o impacto da criatividade e da inovação no desenvolvimento dos países.

Segundo Ana, o grande ativo da economia é a criatividade humana. “A gente vem de uma lógica de economia e sociedade industriais que ainda é muito presente. Quando ouvimos declarações de ‘Você é pago para fazer e não para pensar’, a gente traz uma lógica de que as pessoas são remuneradas por uma produção em uma linha industrial, por hora. Nesta época, existia uma diferença entre trabalhar, estudar e se divertir. Mas é preciso reconhecer que o grande ativo da economia é a criatividade humana, e ela não se processa por horas trabalhadas, já que ela flui o tempo todo. Quando isso passa a ser confluente, essas dimensões entre o trabalhar, estudar e se divertir, elas levam a criatividade a tomar uma outra percepção, contribuindo até para processos colaborativos de trabalho”, afirma.

Ana comenta que a economia industrial é centralizada e hierárquica, já a criativa trabalha em rede. “As ideias vão convergindo e se formando. Você passa a perceber o valor de cada um individualmente para a resolução dos problemas da sociedade, e como a soma desses valores contribuem para a resolução efetiva de problemas macro e estruturais que antes nós não conseguíamos encontrar”.

A Expomais

Vivências com uso de tecnologias, bate-papos, trocas de conhecimento, apresentações de cases, painéis e labs, além de um time de palestrantes incríveis irão proporcionar um deleite para o público ávido por conhecimentos relacionados às áreas de marketing, administração, inovação e sinergia. O evento promete ampliar a percepção de seus participantes, por meio de temas convergentes, focados nas tendências do mercado. 

Os interessados em garantir seus ingressos já podem entrar no expomais.com, e encontrar a sua melhor forma de participação. O evento ocorre nos dias 17 e 18 de outubro, em diversos espaços da Acic (Associação Empresarial de Criciúma).

Saiba mais

A ExpoMais é uma cocriação entre entidades empresariais e instituições educacionais aliadas ao desafio de proporcionar momentos únicos de conhecimento, que navegam entre os conteúdos apresentados pelos seus palestrantes. São elas: Acic, CDL de Criciúma, Esucri, IFSC, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc.

(Com informações da Bossa Experiências Criativas/Assessoria de Comunicação da ExpoMais / Foto: Arquivo)