Luciano Pinheiro comandará o preview da Expomais

Nos dias 25 e 26 de setembro, a Associação Empresarial de Criciúma (Acic) receberá todas as atividades programadas para a quarta edição da Expomais. Mas, para os estudantes, o evento começa já no dia 24, às 19 horas, com a palestra “Como aprender a empreender”, ministrada pelo diretor técnico do Sebrae/SC, Luciano Pinheiro.

“É a primeira vez que participo de um evento dessa magnitude, e minha expectativa é muito grande, não só em entregar uma boa palestra para os participantes, mas também aprender com quem está indo à Expomais. Nós temos um número de palestrantes de alto nível e que poderão abordar o empreendedorismo sob vários aspectos e isso se torna, com certeza, um caldeirão fantástico de ideias, de insights para quem quer empreender”, diz Pinheiro.

Além de comandar o preview exclusivo para estudantes, ele participará de um dos painéis da Expomais. “Não tenho uma palestra tradicional, porque acredito que o empreendedorismo é muita transpiração e pouca inspiração e quero abordar isso sob esse ponto de vista, do olhar mais cru, mais direto, menos romântico da ideia de empreender. E nem por isso é de desistir”, explica.

“Quero mostrar o empreendedorismo como ele é, para que as pessoas percebam que é uma escolha de vida, que tem seus pontos fortes e fracos, mas que vale a pena. A partir daí, construir realmente elementos cruciais de empreender, uma rota onde os riscos e incertezas fazem parte, mas os resultados que nos esperam são fantásticos”, afirma.

Empreendedorismo na escola

Pinheiro ressalta que o empreendedorismo está começando a ser trabalhado nas instituições de ensino, porém, entende que o conceito precisa ser melhor explorado. “Algumas já estão mais avançadas, com programas há muitos anos, outras timidamente e outras ainda resistindo. No final das contas, a maioria das pessoas não entende muito o que é o empreendedorismo e como tratá-lo, porque ele tem várias escolas, e isso acaba atrapalhando a visão dentro das instituições de ensino”, considera.

“De qualquer maneira, os esforços estão aí e acho que não tem volta: as instituições precisam cada vez mais falar sobre empreendedorismo porque é o futuro. Não estamos mais vendo as possibilidades de emprego, mas a possibilidade de as pessoas empreenderem na própria carreira”, pontua.

Ele elenca uma diferença em falar para estudantes. “Um grande número de estudantes tem pouca experiência com o empreendedorismo em relação a um público formado por empresários, empreendedores há dez, 20 anos. Mas isso não significa que eles não estão ávidos a aprender, prontos a absorver rapidamente as ideias e os conceitos que ali estão. Gosto muito de falar para estudantes porque entendo que neles está a base das próximas gerações de empreendedores que moverão a economia do país”.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

Para fundador da Wine, as pessoas são os recursos que fazem a maior diferença

O CEO da Wine.com.br, Rogério Salume, estará na Expomais para detalhar a trajetória da empresa, top 3 no e-commerce de vinhos no mundo, e de como o fator humano pesou nesse sucesso. Desde a sua fundação, ainda em 2004 como Estação do Vinho, a Wine adota a política de ter uma equipe feliz e motivada, para que possa satisfazer as expectativas dos clientes, sem perder de vista a própria satisfação.

Mas como isso funciona na prática? “Sendo verdadeiro. Não adianta ter um propósito, como todo mundo está usando essa palavra, ter uma missão, uma visão, e isso não ser verdadeiro, não ser percebido e aplicado de fato por todos. É muito bonito a gente entrar numa empresa e ver todo mundo falando de propósito, de missão, mas quando você vai conversar com as pessoas, aquilo ali não se sustenta”, afirma Salume.

“Na Wine, temos um propósito muito claro, que é levar momentos de prazer aos nossos clientes, sem esquecer que o prazer passa por dentro da companhia, pelos colaboradores. Colaborador motivado, feliz, é cliente satisfeito. Não podemos inverter essa regra, porque não faria sentido”, acrescenta.

Segundo ele, a regra mágica, para a Wine, é: “os colaboradores precisam estar em primeiro lugar, para que eles possam, com essa motivação, essa felicidade real e verdadeira, colocar o nosso cliente num pedestal, num patamar em que ele nunca esteve, ser atendido da melhor forma possível. A relação é muito próxima e precisa ser muito verdadeira, honesta, e para isso essa equação tem que ser colocada em prática”, comenta.

“Essa verdade é praticada diariamente na Wine e temos muito orgulho disso. Aprendemos que desta forma as coisas funcionam. Temos evoluído com essa prática, com esse processo junto aos colaboradores, atraído vários talentos e tido ótimos resultados”, revela Salume.

Construção

O empresário ressalta que muitas pessoas participaram da construção da Wine, desde seu início. “Acredito de verdade que a soma das partes é maior do que o todo e que eu só tive a força, a vontade, o start, de criar um negócio inovador”, declara.

“Espero que as pessoas possam entender que uma empresa de sucesso se faz através dos seres humanos. Usamos tecnologia, processos, inovação, olhamos para a frente, mas não podemos esquecer que, por trás disso tudo, existem pessoas, os recursos que fazem a maior diferença”, considera.

“Acredito que é assim que a gente constrói grandes empresas, muda o jogo, é isso que quero passar, e que o público pode esperar de mim: a história de uma empresa que foi construída baseada nos pilares fundamentais do relacionamento humano”, conclui Salume sobre sua participação na Expomais, que será realizada nos dias 25 e 26 de setembro, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic).

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

“Trabalho como o conhecemos está fadado a acabar”

Para Alexandre Pellaes, pesquisador e especialista em modelos flexíveis de gestão, significado do trabalho e o papel da produção individual na vida das pessoas, o trabalho como o conhecemos está fadado a acabar. E é preciso entender essas transformações pelas quais as organizações passam para conseguir estabelecer uma carreira profissional de sucesso.

“O trabalho na estrutura de emprego, no formato comercial, contratual, deve acabar ou pelo menos reduzir muito, porque a premissa principal do modelo que temos hoje é de entrega de horas, de esforço de trabalho, ao invés da entrega de valor. Essa é uma grande mudança que enxergamos hoje. As organizações entendem que, muito mais importante que a presença é a qualidade da entrega e o valor de seus colaboradores”, avalia.

Segundo ele, as pessoas querem trabalhar com mais autonomia, apesar de terem sido criadas numa cultura de “heteronomia”. “A gente sempre esperou comandos, tanto dos nossos pais quanto de nossos professores e patrões. Agora estamos redesenhando essa estrutura, porque o mundo se tornou muito complexo e é impossível que poucas pessoas possam guiar a aprendizagem. Todos nós temos algo para ensinar uns para os outros”, considera.

Com esse comportamento da mão de obras, as empresas começam a adotar estruturas mais flexíveis, a ajudar o desenvolvimento da liderança. “Para sair do modelo da liderança interessante, onde todo o desenvolvimento estava focado na pessoa, para a liderança interessada, onde se desloca o foco, para que se desenvolvam as relações e possamos criar novos vínculos de mais confiança”, explica.

Vida profissional

Para quem já está ou vai entrar no mercado de trabalho, o pesquisador diz que o primeiro passo a ser dado é compreender o novo significado de carreira. “Não é mais algo ligado ao status organizacional, a qual cadeira você ocupa dentro de uma empresa, a qual cargo você tem. Compreender que a carreira é uma sequência de histórias e de relacionamentos produtivos é a primeira mudança”, afirma.

“Nós somos muito mais complexos, muito mais ricos do que um cargo. Somos iguais a um canivete suíço: eu não posso te contratar só para usar uma aba. Preciso deixar que você abra outras abas do seu canivete, para que possa entregar valor dentro das organizações”, acrescenta.

Pellaes comenta que existem competências que devem ser desenvolvidas para navegar nesse mundo novo do trabalho e elas estão ligadas ao protagonismo, ao autogerenciamento, à capacidade de ter disciplina e buscar o aprendizado continuamente, mesmo que não haja alguém pressionando para isso.

“É algo novo, porque sempre aprendemos a responder de uma forma passiva aos estímulos externos e agora a gente precisa reconhecer os estímulos. O mundo em que fomos criados era uma rede em que a gente sentava e ficava vendo as coisas acontecerem. O mundo que a gente vive hoje é uma esteira: se você parar de caminhar, vai ser derrubado”, compara.

Aspecto humano

Alexandre Pellaes é um dos palestrantes convidados da quarta edição da Expomais, que ocorre nos dias 25 e 26 de setembro na Associação Empresarial de Criciúma (Acic). Ao abordar o tema “Futuro do Trabalho”, ele vai ressaltar o aspecto humano.

“É o que faz realmente diferença. A inovação não é mais tarefa de uma área. Começa a se tornar algo natural no nosso dia a dia. Quando a gente leva a intenção para o nosso trabalho. Quando se tem o olhar naquilo que está fazendo e não apenas cumprindo uma tarefa. Quando se está fazendo para deixar sua marca, para resolver um problema e para ter um impacto sobre as outras pessoas”, entende.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

“O Brasil não é um país para amador”, afirma o economista Luís Artur Nogueira

Muda governo, entra nova equipe econômica, lança um novo plano e alteram-se as regras da economia. Quantas vezes o Brasil passou por essa gangorra nos últimos anos? E será que, depois de viver tantos momentos econômicos diferentes, o brasileiro já entende esses movimentos da economia e como eles afetam sua vida? Na avaliação do economista, jornalista e palestrante Luís Artur Nogueira, o brasileiro está “calejado com tantas crises econômicas”.

“Os mais experientes, quem está acima dos 40 anos, vão lembrar das crises da década de 1980, de 90, de muitos planos econômicos, de muitas moedas que foram criadas com o objetivo de tentar acabar com a inflação”, aponta.

“Os mais jovens, que nasceram a partir de 1994, no Plano Real, não têm essa questão da inflação como algo muito traumático, mas já puderam vivenciar essa crise recente, que foi a maior recessão da história do Brasil. Ou seja, tanto os brasileiros mais jovens quanto os mais experientes de alguma forma já têm grandes aprendizados sobre as turbulências do Brasil”, acrescenta Nogueira, que também é colunista da revista ISTOÉ Dinheiro e do Portal IG.

Ele entende que essa vivência gera resultados positivos. “De fato, o Brasil não é um país para amador e o brasileiro tem vantagem em relação aos estrangeiros, porque nós conhecemos as dificuldades do país melhor que qualquer estrangeiro”, considera.

Participação na Expomais

Para falar sobre o novo momento político e econômico no país, Luís Artur Nogueira estará na Expomais, que ocorre nos dias 25 e 26 de setembro, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), reunindo palestrantes, painelistas e facilitadores que dominam os temas a serem abordados nos eixos de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

“Quero passar uma mensagem de que nós precisamos estar sempre preparados para futuras turbulências que podem surgir, mas jamais perder a perspectiva de que nós estamos diante de uma grande oportunidade de ganhar dinheiro, de empreender, de fazer com que as empresas possam crescer neste novo ciclo de crescimento econômico que está para começar a qualquer momento”, antecipa.

Estado diferenciado

Esta será a primeira vez que Nogueira participará de um evento no Sul do Estado. “Adoro estar em Santa Catarina, porque claramente é um estado diferenciado. Do ponto de vista econômico, é o estado que mais rapidamente conseguiu superar as dificuldades da crise e hoje apresenta desempenho muito superior à média do Brasil. Para mim, estar em Criciúma é motivo de muito orgulho, muita honra”, ressalta. 

Segundo ele, as expectativas em relação à Expomais são as melhores possíveis, com a perspectiva de abranger um público muito amplo. “Espero encontrar empresários, empreendedores, pessoas que estão buscando oportunidades e crescimento no mercado de trabalho. Espero encontrar uma energia positiva muito grande, pessoas preparadas para efetivamente ganhar dinheiro, ganhar espaço no mercado de trabalho”, projeta.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

Expomais 2019 é apresentada durante café da manhã na Rádio Eldorado

O Programa João Paulo Messer, da Rádio Eldorado, recebeu na manhã desta terça-feira (3) representantes das cocriadoras da Expomais – Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de CriciúmaEsucriInstituto Federal de Santa Catarina (IFSC) campus CriciúmaSatcSebraeSenacSenai e Unesc – e dos apresentadores – Nações Shopping e Sicredi –, para a apresentação da quarta edição do evento.

O curador de conteúdo da Expomais, Timóteo Farias, detalhou a programação, citando o time de palestrantes e os temas que serão abordados dentro dos eixos principais: Marketing, Administração, Inovação e Sinergia.

“Estamos num movimento de transformação, de não só olhar para o digital, mas também para nosso o comportamento como pessoas, enquanto relações de negociação, comportamento de consumo. Então, colocamos uma temática este ano, que é a Sociedade em Transformação”, expôs Farias.

Ele lembrou que este ano houve a opção por reduzir o tempo de evento, que ocorrerá das 14 às 21 horas, nos dias 25 e 26 de setembro, na Acic, mas se manteve um grande volume de palestras e outras atividades.

“Trouxemos a expectativa de um olhar mais voltado ao conteúdo, do que trazer um expoente como palestrante. Todos os convidados desta edição têm, não só a experiência sobre o conteúdo que estarão trazendo, mas também a característica de serem disseminadores desse conteúdo em outros ambientes”, apontou.

Conforme o curador, o objetivo da Expomais também permanece: tocar as pessoas, para que elas reflitam sobre como podem se desenvolver mais. “A gente está numa região que tem uma grande capacidade de qualidade de vida, muito empreendedora, mas precisamos avançar um pouco mais em aspectos do conhecimento, desenvolvimento de modelos de gestão, de adaptação a esse novo contexto dessa sociedade em transformação”, ponderou.

Participação

O gerente de Marketing do Nações Shopping, Julio Cesar Geesdorf, ressalta o que levou o empreendimento a ser um dos apresentadores da Expomais. “O que nos faz participar pelo segundo ano seguido é o conteúdo deste evento. Temos mais de 100 lojas e 2 mil funcionários dentro do shopping e os incentivamos a também participar, porque será um ganho eles estarem presentes”, entende.
Iniciada em 2016, a Expomais chega à quarta edição este ano, sempre tendo o Sicredi Sul SC como um dos apresentadores. “Temos essa parceria desde a primeira edição por acreditar na ideia. É com muito orgulho que assinamos também a edição 2019, e mais uma vez oportunizando conteúdo”, afirma Giovana Pedroso, assessora de Comunicação e Marketing do Sicredi Sul SC.

Palestrantes

Já estão confirmadas as presenças de Rogério Salume, founder & chairman da Wine.com.br; Mário Neves, presidente da NSC Comunicação; Tomás de Lara, cofundador e colíder do Cidades+B; Carmela Borst, head de marketing para a América Latina na Infor; Alexandre Pellaes, pesquisador e especialista em modelos flexíveis de gestão; Luís Artur Nogueira, colunista de economia da revista e do site ISTOÉ Dinheiro; e Daniel Franco, diretor de Inovação da Duratex.

Ingressos

Mais informações sobre o evento estão disponíveis no Expomais.com. Os ingressos também podem ser adquiridos através do site oficial.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

Conceito de compartilhamento vira prática na Expomais

O conceito de compartilhamento vira prática na Expomais, não só em relação ao conteúdo apresentado durante dois dias de imersão, com atividades como palestras, painéis, labs e apresentação de cases. O próprio ingresso para o evento, que ocorre em 25 e 26 de setembro na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), pode ser compartilhado.

“Como estão à venda para um evento que tem o objetivo de compartilhamento de conhecimento, os ingressos também podem ser compartilhados. As pessoas não precisam ficar restritas a participar de apenas um dia, mas podem convidar outras pessoas para participarem, compartilhando o seu ingresso. Comprar de forma conjunta e cada um participar da forma como puder”, explica o curador de conteúdo da Expomais, Timóteo Farias.

A compra do ingresso garante o acesso a um participante por vez. “O compartilhamento ocorre da seguinte forma: uma pessoa pode vir em um horário, outra pessoa vem em outro. Esse é o formato. Na verdade, cada ingresso vale um assento ou uma cadeira, que estará sempre disponível para aquele ingresso, que pode ser utilizado por uma, duas, até três pessoas, desde que não simultaneamente”, acrescenta a diretora executiva da Acic, Maria Julita Volpato Gomes.

Os ingressos podem ser adquiridos através do site oficial. “O que nós esperamos é ter a plateia lotada. E pedimos às pessoas que se apressem, pois o espaço é restrito e já estamos bastante avançados na venda de ingressos”, declara Julita.

Quarta edição do evento

Realizada pela primeira vez em 2016, a Expomais chega à quarta edição em 2019, abordando temas pensados a partir dos quatro eixos principais: Marketing, Administração, Inovação e Sinergia. O conteúdo busca se alinhar às novas perspectivas de mercado, práticas e exigências, determinadas por uma sociedade em transformação.

Para isso, um time de palestrantes de primeira linha foi convocado: Alexandre Pellaes (pesquisador), Carmela Borst (head de marketing na Infor), Daniel Franco (diretor de Inovação da Duratex), Luciano Pinheiro (diretor técnico do Sebrae/SC), Luís Artur Nogueira (colunista da ISTOÉ Dinheiro), Mário Neves (presidente da NSC Comunicação), Rogério Salume (CEO da Wine.com.br) e Tomás de Lara (professor em cursos de inovação econômica). A eles vão se juntar também renomados painelistas e facilitadores, que acompanham esse ambiente de mudanças.

Assim como nas edições anteriores, o evento é resultado da concentração de esforços dos cocriadores: Acic, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de CriciúmaEsucriInstituto Federal de Santa Catarina (IFSC) campus CriciúmaSatcSebraeSenacSenai e Unesc. Este ano, a Expomais recebe o reforço dos apresentadores – Nações Shopping e Sicredi – e conta com diversos apoiadores.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

É possível estabelecer um ambiente de cooperação, mesmo entre empresas concorrentes? Tomás de Lara diz que sim

O mundo dos negócios definitivamente mudou. Ou melhor, continua em transformação, compondo cenários que até pouco tempo atrás seriam inimagináveis. Por exemplo: empresas concorrentes podem se unir e trabalhar em torno de um objetivo comum? O tecelão de redes e organizações, e professor em cursos de inovação econômica no Brasil e outros países, Tomás de Lara diz que sim.

“O ambiente de cooperação entre empresas que concorrem existe e é o que se chama de pré-competição. Vou dar o exemplo de Coca-Cola, Pepsi e Ambev, as três maiores produtoras de bebidas da América Latina, que se juntaram para mudar a cultura de venda de refrigerantes. Elas fizeram um pacto privado para não mais vender refrigerantes a crianças menores de 12 anos nas escolas. Ou seja, antes de ir ao mercado, as empresas fazem um acordo que está alinhado com os novos momentos”, explica.

“A gente sabe que vender refrigerantes de forma indiscriminada para crianças não é algo bom, devido aos problemas que o açúcar traz, como a obesidade infantil. Esse desafio não é só um desafio do governo ou da sociedade, mas também das empresas. Elas também são responsáveis e precisam entender os desafios sociais e ambientais e seu papel nesse processo”, acrescenta.

Ele ressalta que, cada vez mais, os consumidores exercem o poder de escolha. “Os consumidores têm o poder de voto, que é o dinheiro, e quando eles começam a se perguntar como a empresa fez determinado produto ou serviço, como trata seus funcionários, como vê seus fornecedores, se tornam mais conscientes e decidem onde vão colocar seu dinheiro”, aponta.

Conforme Tomás de Lara, a adoção de uma nova postura será fundamental para a sobrevivência das organizações. “Em muitos casos, as empresas que não tiverem essas boas práticas vão acabar saindo do mercado, uma hora ou outra. Por isso, a importância de as empresas conhecerem seu impacto socioambiental e a partir disso buscar um plano de melhoria contínua e se alinhar à linguagem comum global, que são os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável –, o maior projeto colaborativo da ONU (Organização das Nações Unidas). Mais de um milhão de pessoas participaram, mais de 1,5 mil especialistas e foi assinado por 193 países”, enfatiza. 

Participação na Expomais

Esse novo cenário econômico, o Sistema B e a sobrevivência no mercado vão compor a palestra “Economia Colaborativa e Sustentável: Empresas Resilientes para o Século XXI”, que Tomás de Lara vai proferir em Criciúma no dia 26 de setembro, na Expomais.

O evento ocorre nos dias 25 e 26 de setembro, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), uma das cocriadoras, ao lado de  Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de CriciúmaEsucriInstituto Federal de Santa Catarina (IFSC) campus CriciúmaSatcSebraeSenacSenai e Unesc. Este ano, a Expomais recebe o reforço dos apresentadores – Nações Shopping e Sicredi – e conta com diversos apoiadores.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

Aquisição de empresas do Sul do Estado fortalece a Duratex entre as gigantes da construção

Com mais de seis décadas de mercado, a Duratex consolida-se no cenário nacional como uma gigante da construção, presente também em mais de 50 países com seus produtos e serviços, empregando 11 mil colaboradores no país. A proposta da empresa é ofertar a clientes e consumidores um diversificado e qualificado portfólio, repleto de soluções com design, inovação, sustentabilidade e tecnologia de ponta. E empresas do Sul de Santa Catarina têm papel importante nessa participação.

Nos últimos anos, o grupo voltou os olhos para a região, negociou e adquiriu os parques fabris e marcas de Ceusa, Cecrisa e Portinari. “Foram dois movimentos muito estratégicos para a Duratex, alinhados ao propósito da empresa em desenvolver soluções para o melhor viver. A decisão pela entrada no setor de revestimentos cerâmicos visa a materialização do nosso propósito, através da oferta mais completa do um portfólio de produtos e soluções”, explica o diretor de Inovação da Duratex, Daniel Franco.

“Inicialmente o processo ocorreu através da aquisição da Ceusa, uma empresa com um portfólio muito criativo e de uma tecnologia ímpar. Os produtos têm se destacado em eventos renomados nos últimos anos e isso chamou a atenção da Duratex. A aquisição em 2017 foi o primeiro passo para a diversificação do portfólio de negócios. A capacidade de gestão da empresa de Urussanga impressionou positivamente”, acrescenta.

Segundo o executivo, o sucesso da iniciativa levou à ampliação do investimento no setor cerâmico. “Isso nos deu confiança para o segundo passo, a aproximação com a Cecrisa e a Portinari, consolidando assim a participação da Duratex num setor extremamente estratégico. A Portinari, com um portfólio de produtos complementar de extremo bom gosto e com um posicionamento premium que nos chamou a atenção. A aquisição representa um dos passos mais importantes na história da Duratex, sendo a aquisição de maior porte nos últimos anos”, considera Franco.

Ele ressalta que agora, com as marcas Deca, Hydra, Portinari, Cecrisa, Ceusa, Durafloor e Duratex, o grupo possui um portfólio de produtos e soluções que estão presentes em todos os ambientes de casas e escritórios.

Participação na Expomais

Para falar um pouco mais sobre a empresa e o papel da inovação no crescimento da Duratex, Daniel Franco estará em Criciúma em setembro. Ele será um dos palestrantes do primeiro dia da Expomais.

O evento ocorre nos dias 25 e 26 de setembro, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), uma das cocriadoras, ao lado de  Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de CriciúmaEsucriInstituto Federal de Santa Catarina (IFSC) campus CriciúmaSatcSebraeSenacSenai e Unesc. Este ano, a Expomais recebe o reforço dos apresentadores – Nações Shopping e Sicredi – e conta com diversos apoiadores.

(Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

Expomais 2019: no lançamento da quarta edição, programação é detalhada a convidados

A Expomais 2019 está oficialmente lançada. O encontro para o lançamento da quarta edição ocorreu nesta segunda-feira (12/08) na sede da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), durante o qual a programação foi detalhada aos convidados. E todas as informações referentes ao evento estão disponíveis também ao público, no site. A venda de ingressos inicia nesta terça-feira (13/08), na página da Expomais na internet.

Assim como nas edições anteriores, o evento é resultado da concentração de esforços dos cocriadores: Acic, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, Esucri, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) campus Criciúma, Satc, Sebrae, Senac, Senai e Unesc. Este ano, a Expomais recebe o reforço dos apresentadores – Nações Shopping e Sicredi – e conta com diversos apoiadores.

“É um evento que todos nós estamos elaborando e vai trazer a Criciúma os melhores palestrantes que temos no Brasil, nas áreas de Marketing, Administração, Inovação e Sinergia. O objetivo é compartilhar conhecimento, para que cada um de nós seja fortalecido. Não existe um evento tão corajoso no Sul de Santa Catarina quanto a ExpoMais e uma entidade sozinha não consegue fazer um evento dessa magnitude”, avalia o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

“A CDL se sente honrada em participar de um evento dessa grandiosidade, pensado para que cada um consiga se reinventar. Sempre dizemos: ‘se é bom para Criciúma, a CDL está junto’. Essa troca entre as pessoas, ver o que está acontecendo, é muito importante, assim como a união das instituições de ensino com as entidades empresariais”, considera a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Criciúma, Andréa Gazola Salvalággio.

“Estamos indo para a quarta edição e quero destacar o ‘S’, de Sinergia. É muito importante esse trabalho em conjunto, o compartilhamento. Fazemos o apelo, para mantermos essa união para a ExpoMais e sempre que a cidade precisar”, aponta o diretor geral do IFSC, campus Criciúma, Lucas Dominguini.

“Para nós, é uma imensa satisfação ser um dos apresentadores da Expomais. Estamos juntos desde a primeira edição, por entender que as cabeças pensantes que promovem este evento iriam fazer o melhor para Criciúma e região. Por ser uma instituição financeira cooperativa, o Sicredi está sempre junto com as comunidades, para dar qualidade de vida e agregar renda”, completa o presidente do Sicredi Sul SC, Aloísio Westrup.

Palestrantes

O time de palestrantes é formado por Rogério Salume, founder & chairman da Wine.com.br, que vai apresentar o “Case Wine, inovando no e-commerce”; Fabio Costa, gerente geral da Salesforce Brasil, abordando “Liderança na Era da Complexidade”; Tomás de Lara, cofundador e colíder do Cidades+B, conduzindo a palestra “Economia Colaborativa e Sustentável: Empresas Resilientes para o Século XXI”.

A lista será composta ainda por Carmela Borst, head de marketing para a América Latina na Infor, discorrendo sobre “Aprendizados e bastidores da vida executiva”; Alexandre Pellaes, CEO da Exboss, que falará sobre “O Futuro do Trabalho”; Luciano Pinheiro, diretor técnico do Sebrae/SC, explorando o tema “Empreendedorismo”, em um preview exclusivo para estudantes; Luís Artur Nogueira, colunista de economia da revista e do site IstoÉ Dinheiro, projetando “O futuro econômico do Governo Bolsonaro”; e Daniel Franco, vice-presidente de Inovação da Duratex, apresentando “O que aprendemos com as startups – Programa Duratex Garagem”.

Atividades paralelas

Para os dois dias de imersão, estão programadas outras sessões de conhecimento a partir dos eixos principais. Além das palestras, serão realizados painéis, apresentações rápidas de especialistas sobre temas convergentes mediados por um facilitador e com interação do público.

Os participantes ainda poderão acompanhar a apresentação de cases relacionados ao ambiente das organizações, que podem servir como aprendizagem para outros profissionais; assim como dispor de labs, ambientes que permitem explorar ferramentas, metodologias e processos práticos de compartilhamento de conhecimentos.

Todas as atividades serão desenvolvidas na sede da Acic, localizada na Rua Ernesto Bianchini Góes, 91, no Bairro Próspera, em Criciúma. O evento é voltado a empresários, colaboradores estratégicos e táticos, mas também a estudantes e membros da comunidade em geral.

Canais de comunicação

A Expomais 2019 inicia no dia 25 de setembro, mas todas as movimentações de preparação já podem ser acompanhadas pelo público, através dos canais de comunicação oficiais. Acesse e compre seu ingresso aqui http://bit.ly/Compre_Expomais2019

O evento tem site próprio, blog com notícias atualizadas e das edições anteriores – além de Instagram e Facebook. Os veículos de comunicação ainda contam com a Sala de Imprensa, espaço no site que concentrará imagens e textos sobre a quarta edição.

(Assessoria de Comunicação – ExpoMais 2019)