Interação e experiências reais marcam atividades paralelas da Expomais

Temas voltados à inovação e à transformação digital também nortearam painéis da Expomais, que ocorreu na Associação Empresarial de Criciúma (Acic), nos dias 25 e 26 de setembro, reunindo profissionais de mercado e especialistas para refletir com o público caminhos e experiências reais. 

No painel “Transformação Digital”, o doutor e mestre em Educação do Senac/RS, Augusto Niche, enfatizou a importância das pessoas no contexto da inovação. “Precisamos parar para pensar como as pessoas estão se relacionando no trabalho e as principais barreiras para a inovação. Temos que parar de discutir serviço e discutir humanidade. As pessoas estão sendo admitidas pelo currículo e demitidas pelo comportamento”, colocou.

Luciano Pinheiro, diretor técnico do Sebrae/SC, que palestrou no preview para os acadêmicos, no dia 24, também reforçou o olhar voltado para o fator humano. “No mundo da abundância, a única escassez é a de atenção humana. Temos que pensar como ajudar nossos clientes a encontrarem o que é melhor para eles”, provocou.  

“Para fazer a transformação digital, a primeira questão é envolver as pessoas, a segunda entender qual a estratégia, que problemas queremos resolver e o quanto essas tecnologias vão me apoiar para resolver esses problemas”, explanou Cristiano Borges Franco, consultor nas áreas de Gestão da Inovação, Criatividade, e Design de Futuros no IEL/RS.

Já a especialista do Sicredi, Camila, Luconi, indicou como gerar uma experiência física e mental boa nas pessoas, nos associados e organizá-los para a transformação digital.

Palestras

As atividades paralelas também incluíram palestras, com os temas “Alcançando alta performance com a Gestão Ágil de Metas com OKR”, proferida por Miguel Rivero, CEO Airbox.tech; e “Administração da Inovação, ministrada por João Alfredo Campos Junior, integrante do Conselho Regional de Administração (CRA/SC), proprietário da VIOS Tecnologia.

Comércio eletrônico

Entre os painéis, o e-commerce também norteou o debate. Em 2018, 58 milhões de brasileiros fizeram compras pela internet, sendo que esse comércio representou 5% das vendas feitas no Brasil. “No mercado de bicicletas é um pouco mais difícil, se torna mais complicado entender o cliente, mas com estratégia, conhecimento e tecnologia estamos crescendo”, comentou um dos participantes, Augusto Freitas, proprietário da Bike Point.

Outro participante, Diego de Mattia, sócio da Fóssil Digital, cita o Marketing Place, transporte de produtos, logística e formas de pagamento. “Se você quer entrar no mercado do e-commerce, você precisa entrar bem estruturado, para atender o cliente”, pontua. Também participaram do encontro Eduardo Zini, diretor da Vertical Saúde, e Alessandro Holthausen, vice-presidente de Associados e Serviços da ABCOMM/SC.

*Assessoria de Comunicação – Expomais 2019)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *